NAVEGUE NO SITE

Disco da Semana: Nas quebradas do mundaréu, 1974

, Disco da Semana

   O disco “Plínio Marcos em Prosa e Samba: Nas Quebradas do Mundaréu” é uma preciosidade. Coisa linda de se ouvir, simplesmente uma escola pra quem ainda acha quem ainda acha que o samba de Adoniran Barbosa é o melhor exemplo do samba paulista. Explico: Adoniran foi um sambista genial, mas chego a ficar irritado quando citam sua obra como referência sobre o samba de São Paulo. Até porque não gosto nada desse rótulos, mas algumas vezes são inevitáveis e devem ser bem esclarecidos.
.
   O samba de Adoniram fala sobre São Paulo, mas em sua estrutura rítmica, melódica e principalmente no aspecto cultural nada lembra o samba feito há muito tempo no interior de São Paulo e que conquistou a capital e criou seu reduto lá na Barra Funda, no Largo da Banana e em outras “quebradas do mundaréu” paulistano. O samba de Adoniran é essencialmente “urbano” em sua temática enquanto o samba paulista tradicionalmente sempre teve suas raízes calcadas no meio rural e na cultura negra, o que leva a um resultado final completamente distinto. Adoniran é Adoniran e ponto. Canta crônicas sobre a cidade de São Paulo de uma forma tão perfeita que torna-se inimitável e inconfundível. Reconhece-se uma musica de Adoniran de forma quase automática… Ouve-se um trechinho da melodia, um pedacinho da letra e pronto: “isso é do Adoniran!”. Mas a musica feita por ele não é “Samba Paulista”.
.
   Voltemos ao disco. A gravação tem um formato bastante interessante, transformando o registro em uma espécie de documentário, narrado pelo escritor Plínio Marcos que conta com maestria a história de três dos maiores nomes do samba paulista: Geraldo Filme, Toniquinho Batuqueiro e Zeca da Casa Verde. As histórias contadas por Plínio são ilustradas pelos sambistas com sambas de sua autoria.
.
“Com licença dos mais velhos, vamos de samba…”
Plínio Marcos em prosa e samba: Nas quebradas do mundaréu

.

.

Faixas

.

01 – Tiririca (Geraldo Filme)
02 – Vou sambar n’outro lugar (Geraldo Filme)
03 – Tradições e Festas de Pirapora (Geraldo Filme)
04 – Silêncio no Bixiga (Geraldo Filme)
05 – Tebas “O escravo” (Praça da Sé) (Geraldo Filme)
06 – Brasil recebe o mundo de braços abertos (Zeca da Casa Verde)
07 – Congada (Zeca da Casa Verde)
08 – Linda manhã (Zeca da Casa Verde)
09 – Noite encantada (Zeca da Casa Verde)
10 – De Pirapora a Barueri (Tradicional) Música tradicional paulista
11 – Ditado antigo (Toniquinho Batuqueiro)
12 – Bloco do Chora Galo (Toniquinho Batuqueiro)
13 – Samba de lei (Ritmo) Com Batuqueiros de Vila Isabel

.

 
.
Comentários
Add Your Comment

FECHAR MENU